Cantinho Franciscano

Bem Vindo!

Você que agora visita este Blog, seja bem vindo (a); e desejamos paz e bem! Obrigado por esta breve visita, volte sempre a nos visitar. Que São Francisco vós abençoe. Ti cubras de graças paz saúde e felicidades. Amém!

Senhor, fazei-me instrumento de vossa paz.

Hoje, dia 17 de setembro, lembramos as Chagas de São Francisco


Segundo as Fontes Franciscanas no ano de 1224, dois anos antes de sua morte, já com um vasto caminho percorrido no seguimento do Evangelho, após ter passado por muitas alegrias e dificuldades, Francisco olha para trás e contempla o grande crescimento e desenvolvimento da Ordem dos Frades Menores e sente-se muito angustiado ao perceber que muitas coisas não estão mais de acordo com a inspiração primeira.
Retira-se para o Monte Alverne, muito angustiado, tentado a acreditar que tudo o que tinha vivido até aquele momento não tinha nada de inspiração divina, mas somente sua própria vontade. Entrega-se profundamente a oração e em determinado momento viu descer do alto do céu, um serafim de seis asas flamejantes, crucificado, mãos e pés estendidos e atado a uma cruz. Tal aparição deixou Francisco mergulhado num profundo êxtase, enquanto em sua alma se mesclavam a tristeza e a alegria: uma alegria transbordante ao contemplar a Cristo que se lhe manifestava de uma maneira tão milagrosa e familiar, mas ao mesmo tempo uma dor imensa, pois a visão da cruz traspassava sua alma com uma espada de dor e de compaixão. Após uma conversação familiar, que nunca foi revelada aos outros, desapareceu aquela visão, deixando-lhe o coração inflamado de um ardor sem fim e imprimindo-lhe na carne os sagrados estigmas (chagas), a semelhança do Cristo Crucificado.
Irmãos e irmãs, quantas vezes somos tentados a deixar de lado nossa fé, a desacreditar da bondade de Deus para conosco, das graças que nos concedeu no decorrer da vida. São Francisco das Chagas é para nós modelo de perseverança na fé, principalmente nos momentos de provação. Sigamos seu exemplo, mesmo que muitas vezes estejamos desanimados e tentados a desistir de tudo, nos coloquemos com fé e esperança nas mãos do Senhor, e no momento certo, assim, como consolou a Francisco, confortará também a cada um de nós.
Frei Landes Marinho, OFM.

Faça sua doação